Top de prateleira

GP3S - Divórcio Consciente

Para que a separação possa ser uma (nova) oportunidade de crescimento emocional e pessoal para os pais e para os filhos, de nada serve mantermo-nos agarrados a prescrições e às tradições, hábitos e crenças.

Perceber que estamos a fazer uma reprodução inconsciente de padrões neuropsicológicos, culturais e sociais é o primeiro passo para largar os legados e criar uma relação que permita cada pessoa viver a sua própria vida com autonomia, integridade, responsabilidade e autenticidade.

Paternidade

Responsabilidade

Acreditamos que a Separação pode ser uma reparação, com crescimento emocional e pessoal para todos os envolvidos. Sabemos que, em vez de traumática, pode ser uma nova oportunidade de cumprir o potencial familiar daquele conjunto, ainda que rearranjado.

Pintor feliz

Mudança

Quem quer viver a sua Parentalidade de forma Consciente questiona-se mais a si próprio do que ao outro, procura a sua congruência interna e afasta-se do status quo da trama social, dos procedimentos instituidos e standardizados. Sabe que uma parentalidade partilhada não é forçosamente sobre 50% do tempo ou das despesas… e que, entre o péssimo e o excelente, há 1000 «suficientemente bons» (e procura construir o seu!).

Amor de mãe e filha

Conexão

Mesmo em situações em que as famílias vivem uma Parentalidade Contenciosa, há formas de minimizar o seu impacto e conter os seus danos.